Valor de reembolso para a caixa registradora

Nós administramos uma loja na qual o volume de negócios é registrado enquanto mantemos a caixa registradora. Muitas vezes, os clientes querem pagar pelas mercadorias compradas em moeda estrangeira, geralmente em euros. O registro do valor em moeda estrangeira é adicional?

Em conexão com o art. 111 par. 3a ponto 1 da Lei do IVA, mantendo registos com caixas registadoras, os sujeitos passivos do IVA são obrigados a imprimir um recibo fiscal ou fatura de qualquer venda, bem como a fazer um documento impresso ao cliente.

https://neoproduct.eu/pt/bioveliss-tabs-uma-maneira-eficaz-de-perder-peso-e-libertar-se-de-quilos-excessivos/Bioveliss Tabs Uma maneira eficaz de perder peso e libertar-se de quilos excessivos

No § 10 para. 1 ponto 14 do Regulamento relativo às condições técnicas, bem como no § 8, par. 1 ponto 14 da portaria sobre caixas registradoras, que resulta em dados que devem aparecer no recibo fiscal, devemos necessariamente significar a moeda na qual a venda é registrada, pelo menos para todo o valor bruto de vendas.

Os principais critérios e condições técnicas que devem ser atendidos pelas caixas registradoras são registrados no Artigo 2 do Regulamento relativo às condições técnicas.

Assim que o conteúdo do § 14 par. 1 do programa de regulamentação para venda no armazém deve fornecer, entre outros, função: permitir a introdução contribuinte de renomear a moeda em que a venda é gravado, ou sua abreviação, bem como a programação da mudança com antecedência, inserindo os de data e hora alterações; salvar a data e hora de início de manter registros de vendas na moeda futuro dos pensamentos fiscais, e até mesmo a conversão da soma do valor das vendas brutas para outras moedas, o resultado da conversão em conjunto com um custo e liquidação de pagamento pretenda ser coberto por conta do fiscal o logotipo fiscal marcada unidades de dados ; conversão deve ser devido a uma precisão de pelo menos seis casas decimais, eo resultado da conversão deve ser arredondado para duas casas decimais.

Além da abreviação de nomes de moeda estrangeira, as designações usadas pelo Nasz Bank Polski são usadas.

Assim, se o contribuinte faz sentido vender produtos sobre a situação dos consumidores que pagam valor em moedas estrangeiras, então, como regra, deve poder pagar uma caixa registradora, organizada em um relacionamento que permita a conversão da taxa de câmbio.

A partir do formulário, que foi determinado no estudo, pode-se deduzir que a taxa para bens adquiridos é tratada como viva tratada em euros, na época em que o valor dos casos será mostrado em zlotys. As regulamentações que operam o IVA não regulam a questão sobre qual taxa de câmbio devemos adotar para converter o montante do zloty em euro.