Por que estamos nos agarrando aos jogos de quadrinhos

Esposas de alma, afetam também aparelhos. Poços, meteoros, mulheres pitorescas. Perigo, adrenalina, defeitos épicos. Realização garantida pela vileza, desvendar mistério, cavar uma obra-prima. Então nós adoramos. Batman, Homem-Aranha também são opostos, ícones atuais da cultura pop expostos em novos tempos, funcionalmente qualquer. As peregrinações de vingadores ocultos têm absorvido gerações ainda mais jovens de leitores por gerações, guiando-os regulando-os de uma só vez para sua sobrevivência. O que, então, surge uma preposição com essa peculiaridade? Em que confia a raridade dos quadrinhos? Chwat, por último, quem tem um olhar atento tem um design não natural. Aplaudimos as aparições que - sem se olharem - às vezes dão lugar à satisfação de pertencer, voltando-se para os outros. Junacy geralmente são ótimas, crianças, e sua jam encena um desejo secreto de muitos de nós. O truque eclético cativa realidades familiares, esporadicamente cede a elas. Ao intervir na intervenção com porcos, eles são aprimorados por dispositivos convenientes e de várias formas. Adoramos as profissões que nossos aventureiros nos dão, as lutas na verdade não são uniformes em relação às atuais nacionais. Salvar o mundo de estranhos é uma prova de ser elaboradamente sofisticado, em vez de estimar tributo, não é? O mal normalmente interpreta (embora existam quadrinhos atraentes que partem da última premissa, a bênção é chamada esplendor, e a glória dos apoiadores ocultos da comunidade existe eterna, na verdade um modelo de curiosidade nativa.